Estamos aqui para impulsionar a transformação no mercado da saúde

Composto sintético se mostra eficaz contra o câncer de pulmão em testes pré-clínicos

Escrito por Thamires Pedro

fevereiro 10, 2023

Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) estão testando um possível novo medicamento para o câncer de pulmão: o composto NT157. Em experimentos in vitro, a molécula sintética mostrou-se capaz de atuar em diversos alvos da doença, inibindo a proliferação das células tumorais e potencialmente evitando a resistência à radioterapia, quimioterapia e outras intervenções medicamentosas.

Publicado em artigo na Scientific Reports, o estudo foi conduzido pelo Laboratório de Biologia do Câncer e Antineoplásicos do Departamento de Farmacologia do ICB-USP, em parceria com a Harvard University, nos Estados Unidos. O grupo contou com apoio da FAPESP por meio de dois projetos (19/23864-7 e 21/11606-3).

O NT157 é um candidato a fármaco que está em fase de testes em laboratórios com foco no câncer de pulmão. Em estudos anteriores, in vitro e em modelos animais, já se mostrou promissor com cânceres de mama, próstata e colorretal, entre outros.

“É a primeira vez que o NT157 é estudado para o câncer de pulmão. Com esse estudo, obtivemos a prova de que é um medicamento eficaz, pois ele interrompe a IGF-1, uma via celular que proporciona o crescimento dos tumores, e inibe a expressão de genes da via AXL, que proporciona o desenvolvimento de resistência aos medicamentos, inibição essa que detalhamos em primeira mão”, explica à Assessoria de Imprensa do ICB-USP o professor João Agostinho Machado-Neto, coordenador da pesquisa.

“Pelo fato de o composto atuar em múltiplos alvos, ou seja, em mais de uma célula e mais de um receptor, é mais difícil que as células cancerosas desenvolvam resistência”, acrescenta.

Os experimentos em laboratório foram todos desenvolvidos no ICB. Os pesquisadores de Harvard auxiliaram com sugestões de novos experimentos e guiando as discussões dos resultados e o planejamento de novos estudos. Entre as principais contribuições do grupo americano está a concepção da ideia de unir o NT157 ao gefitinibe, um medicamento já utilizado contra o câncer de pulmão.

“Apontamos que o efeito do NT157 é potencializado quando é aplicado em conjunto com o gefitinibe, abrindo possibilidade para novas combinações terapêuticas”, destaca Lívia Bassani Lins de Miranda, doutoranda do laboratório, bolsista da FAPESP e coautora do trabalho.

Sem metástase

As descobertas foram observadas em duas células em modelos 2D e 3D, criados para simular um pulmão com maior fidelidade. “Nos dois modelos observamos que com o NT157 o tumor não ultrapassa essa estrutura, evitando assim que a doença se espalhe por outros órgãos e cause metástase. Isso poderia aumentar a qualidade de vida e a sobrevida do paciente”, explica o professor da USP.

Por se tratar de uma molécula ainda pouco experimentada, a ciência ainda não sabia com exatidão como ela funcionava no organismo. No entanto, a pesquisa do ICB ajudou a descrever o mecanismo pelo qual ela atua, a chamada simulação de Jun quinase, também conhecida como JNK. “Nas células 3D, vimos que o medicamento é capaz de ativar a Jun quinase, uma enzima que regula o processo de autodestruição das células, podendo acelerar a morte das células tumorais”, destaca Miranda.

Para avaliar se a NT157 é eficaz e segura em seres humanos, mais estudos são necessários. Dessa forma, os pesquisadores irão agora validar os resultados em modelos animais. Paralelamente, estão sendo estudadas formas de aplicar o medicamento diretamente no pulmão, via inalação, para evitar possíveis efeitos adversos com a circulação do medicamento por outros órgãos.

O artigo NT157 exerts antineoplastic activity by targeting JNK and AXL signaling in lung cancer cells

Via: Agência FAPESP

Acesse o site da epharma

Artigos em comum

Genética inovadora: Algoritmo do Einstein acelera diagnóstico

Genética inovadora: Algoritmo do Einstein acelera diagnóstico

O Einstein é a primeira organização da América Latina a padronizar as recomendações das principais sociedades mundiais de genômica em um algoritmo de IA adaptado às peculiaridades brasileiras para identificação de alterações de DNA associadas às doenças genéticas. O...

Paciente Digital: Parceria Inovadora em Oftalmologia

Paciente Digital: Parceria Inovadora em Oftalmologia

A Healthtech Nilo acaba de fechar parceria com a unidade de negócios de Oftalmologia do Grupo Fleury com o objetivo de acompanhar pacientes que vão passar por cirurgias de forma personalizada e humanizada. A jornada digital de fácil acesso, já que é realizada via...

Saúde em Foco: Multimorbidades em São Paulo e Desafios

Saúde em Foco: Multimorbidades em São Paulo e Desafios

O diagnóstico de duas ou mais doenças crônicas para uma mesma pessoa cresceu nos últimos 20 anos. O aumento dessa condição, conhecida como multimorbidade, acompanha o envelhecimento da população na cidade de São Paulo. Em 2015, 42,2% da população paulistana com mais...

Acompanhe +O2labs

+o2Labs Respire boas ideias

Sobre +O2labs

Uma plataforma própria com uma metodologia vencedora voltada exclusivamente para inovação na prática com 3 programas distintos:

  • Central de Ideias: campanhas de intraempreendedorismo para fomentar a cultura de inovação com os epharmers, nossos colaboradores.
  • epharma Disrupt: desenvolver os melhores MPVs através de squads multifuncionais e alianças estratégicas para cocriação entre experts.
  • epharma Connect: foco em inovação aberta com staturps que queiram fazer parte de nossos desafios de forma colaborativa, e conectar com outros labs para criar parcerias diversificadas e escalar MVPs.

Junte-se a nós neste mesmo objetivo! Respire boas ideias.