Estamos aqui para impulsionar a transformação no mercado da saúde

Boca protegida: Filme Oral com Probióticos Revoluciona a saúde

Escrito por Letícia Nani

janeiro 8, 2024

Boca

Cuidar da saúde bucal é muito importante, mas constantemente passa despercebida ou é até mesmo deixada de lado. Existe, por exemplo, uma camada muito fina, pegajosa e incolor de bactérias que adere aos dentes (placa bacteriana) e que pode levar a doenças muito graves, como tártaro, gengivite, cáries e, no pior dos casos, até a perda do dente.

Assim como a microbiota intestinal, a bucal é formada por milhões de microrganismos. Os que são benéficos, conhecidos como probióticos, auxiliam na manutenção da saúde bucal. “Temos muitos alimentos e suplementos alimentares nutracêuticos que liberam esses microrganismos benéficos no intestino. Até pouco tempo, só conhecíamos uma goma de mascar com o objetivo de liberá-los na boca”, diz Carmen Trindade, professora titular da Faculdade de Zootecnia e Engenharia (FZEA) de Alimentos da USP.

Pensando nesses dois fatores, ela e outros pesquisadores colaboraram em um projeto de um filme de dissolução oral que dissolve na boca, liberando microrganismos que têm efeito benéfico na saúde bucal – os probióticos – e atuando para uma possível prevenção de inflamações na cavidade bucal, cáries e mau hálito.

A iniciativa, da pós-doutoranda Riana Barrozo Heinemann, auxilia na manutenção da microbiota bucal equilibrada. Ela ajuda a produzir bacteriocinas, que são proteínas com atividade antibiótica, que vão agir seletivamente combatendo microrganismos maléficos, como o Streptococcus mutans, causador da cárie.

“O biofilme que desenvolvemos se dissolve totalmente na boca após alguns segundos, sem a necessidade de água e de mastigação, não causa alergia e não tem nenhuma restrição para intolerantes à lactose, por exemplo. Ademais, pode ser utilizado por públicos de todas as idades”, explica a professora.

Essa invenção é interessante porque é uma forma de veiculação de fármacos para pessoas que têm dificuldade de engolir comprimidos, como crianças e idosos. Além disso, não precisa de água para a dissolução na boca nem mastigação.

Situação da patente 

O desenvolvimento do material contou com a colaboração da professora da FZEA, Rosemary Carvalho, que já tinha experiência no desenvolvimento de biofilmes comestíveis para embalar alimentos. Também contou com o auxílio do professor Pedro Rosalen, que era da Faculdade de Odontologia da Unicamp e tem experiência em microbiota bucal.

A patente do material, chamada Filme de Dissolução Oral para Veiculação de Probióticos na Boca,  já foi aprovada.  Agora, precisaria ser comprada por uma empresa que tivesse interesse em produzir e comercializar o produto.

*Estagiária sob supervisão de Paulo Capuzzo

Via: Jornal da USP

Acesse o site da epharma

Artigos em comum

Genética inovadora: Algoritmo do Einstein acelera diagnóstico

Genética inovadora: Algoritmo do Einstein acelera diagnóstico

O Einstein é a primeira organização da América Latina a padronizar as recomendações das principais sociedades mundiais de genômica em um algoritmo de IA adaptado às peculiaridades brasileiras para identificação de alterações de DNA associadas às doenças genéticas. O...

Paciente Digital: Parceria Inovadora em Oftalmologia

Paciente Digital: Parceria Inovadora em Oftalmologia

A Healthtech Nilo acaba de fechar parceria com a unidade de negócios de Oftalmologia do Grupo Fleury com o objetivo de acompanhar pacientes que vão passar por cirurgias de forma personalizada e humanizada. A jornada digital de fácil acesso, já que é realizada via...

Saúde em Foco: Multimorbidades em São Paulo e Desafios

Saúde em Foco: Multimorbidades em São Paulo e Desafios

O diagnóstico de duas ou mais doenças crônicas para uma mesma pessoa cresceu nos últimos 20 anos. O aumento dessa condição, conhecida como multimorbidade, acompanha o envelhecimento da população na cidade de São Paulo. Em 2015, 42,2% da população paulistana com mais...

Acompanhe +O2labs

+o2Labs Respire boas ideias

Sobre +O2labs

Uma plataforma própria com uma metodologia vencedora voltada exclusivamente para inovação na prática com 3 programas distintos:

  • Central de Ideias: campanhas de intraempreendedorismo para fomentar a cultura de inovação com os epharmers, nossos colaboradores.
  • epharma Disrupt: desenvolver os melhores MPVs através de squads multifuncionais e alianças estratégicas para cocriação entre experts.
  • epharma Connect: foco em inovação aberta com staturps que queiram fazer parte de nossos desafios de forma colaborativa, e conectar com outros labs para criar parcerias diversificadas e escalar MVPs.

Junte-se a nós neste mesmo objetivo! Respire boas ideias.